POR UMA VIDA MENOS ORDINÁRIA…

Perdão pela falta de jeito. Mas às vezes perco o jeito com as coisas. O mundo me parece vazio e eu decididamente não gosto de vazios. O tempo nos atropela, a vida nos leva sem cerimônia, o trabalho nos cansa e a gente se pergunta sem questionar: por quê? E a resposta não chega. O motoboy não chega. O amor da sua vida não chega. A gente não se basta. A felicidade não bate na porta, não existe delivery para a sorte.

 

E passamos a vida tentando, querendo, sonhando, esperando, num gerúndio sem fim, sem charme e sem nenhuma certeza no final. Ah, para tudo! Se é pra viver, vamos viver direito. Com conteúdo. Troque o verbo, mude a frase, inverta a culpa. O sujeito da oração é você.

 

A história é sua, mãos à obra! Melhore aquele capítulo, jogue fora o que não cabe mais, embole a tristeza, o medo, aceite seus erros, reescreva-se. Republique-se. Reinvente-se. E transforme-se na melhor edição feita de você.

Blog- Mello                                                                                                  Foto: Juliana Vaz

 

 

**E quem eu sou? Bom, eu sou letra. Música. Paz. Amor. Palavras. Gatos. Uma pá de tatuagens espalhadas.  E muito rock´n roll! Para ser mais exata (ou, para quem não me conhece): meu nome é Fernanda Mello, sou escritora e compositora e vou estar aqui, no blog da Zás, escrevendo sobre o amor. A vida. E o feminino. Espero que curtam!

Sem Respostas sobre “POR UMA VIDA MENOS ORDINÁRIA…”

Você precisa estar Logado para postar uma opinião.