Feminismo e moda – um caminho percorrido lado a lado!

Por Thaynara Tanure**

A moda e o feminismo há tempos vêm caminhando juntos. E não há um guarda-roupa sem ao menos uma peça que represente essa trajetória. Afinal, de onde você pensa que vieram peças como minissaias, calças femininas e terninhos?

Pois é, diversos movimentos revolucionários se apoiaram no mundo fashion e a luta feminista é um exemplo claro disso. Esse encontro pode ser percebido inicialmente em meados da primeira guerra mundial, quando mulheres finalmente puderam deixar de utilizar o corpete, cuja intenção era deixar a cintura ultra fina, no padrão imposto à época e começaram a utilizar calça jeans, até então só usada por homens.

A partir dessa queda inicial de padrões, em 1966, a grife Yves Saint Laurent lançou o primeiro smoking feminino, uma versão mais acinturada do tradicional terninho. Coco Chanel também entrou na onda criando roupas inspiradas nas versões masculinas e uniformes militares, criando modelos com botões dourados e camisas listradas, visando mais a praticidade do que a sensualidade.

Por fim, as minissaias tomaram de assalto o guarda roupa das mulheres e se tornaram símbolo de liberdade feminina, deixando as pernas à mostra e trazendo leveza à moda que antes era dominada por saias volumosas e compridas.

Viu só? A moda, além de libertadora, é também uma ferramenta de expressão. E é por isso que aqui na Zás temos peças empoderadoras e com mensagens incríveis pra gente sair espalhando por aí!

                                        Semi Cropped Seja o Amor da Sua Vida                                                                                         T-shirt Girls Gang

**Thaynara Tanure é jornalista. Taurina. Apaixonada por livros, músicas e cachorros. Escreve para brindar à vida e traduzir o amor em versos. 

Sem Respostas sobre “Feminismo e moda – um caminho percorrido lado a lado!”

Você precisa estar Logado para postar uma opinião.