Calças, pra que te quero?!

 

            Quando alguém menciona uma cultura específica pensamos diretamente em costumes, hábitos alimentares e de vestimenta não é mesmo? Assim que falo na Índia por exemplo, sempre me vem uma linda indiana vestida com um Saree colorido, repleta de acessórios lindos! Por traz de todos esses hábitos temos uma história gigante, mesmo que a moda já não seja mais tão característica nesses tempos de globalização e disseminação de informações com a internet e toda sua interatividade.

         Sempre fui adepta da calça, da liberdade que ela traz e da facilidade de fazer um look básico e moderno com uma calça jeans. Cresci assim, com essa possibilidade naturalizada, como se o mundo já existisse dessa forma desde sempre. É uma peça tão simples e democrática que não fazemos ideia da carga ideológica e de poder feminino que ela carrega.

Blog- Calça- Coco Chanel- Tamara                                                                                                                         Coco Chanel

            Em tempos de uso constante da palavra empoderamento, faz bem lembrar o quanto já nos limitaram pelo nosso sexo. Já existiu inclusive uma lei após a Revolução francesa dizendo que “as mulheres transvestidas como homens poderiam ser repreendidas por policiais a não ser que tivessem autorização especial”. Esta lei só foi abolida muito tempo depois e a disseminação do uso da calça apenas aconteceu após o início da Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Com os homens em batalha, as mulheres precisavam de mobilidade e liberdade para entrar no mundo de trabalho fora de casa.

Blog- Calça- Audrey- Tamara

   Audrey Hepburn

           Daí em diante foi preciso um empurrãozinho de mulheres a frente do seu tempo como Coco Chanel com seu modelo inspirado nos marinheiros, e o uso por várias atrizes mundialmente famosas como Greta Garbo e Audrey Hepburn.  Consolidou-se a força dessa peça e ela ganhou várias formas e estilos para ser eternizada em nossos guarda roupas.

Blog- Calça- zas 01 Tamara

                                                                                                                              Calça Zás

           É inevitável pensar através de todo esse passado que a história vale muito para saber de onde viemos, para onde queremos ir e para onde jamais voltar. Desfilemos então a nossa liberdade e autenticidade por aí!

Blog- Calça- zas 02 Tamara

                                                                                                                                 Calça Zás                                                                                                                                                                                                                                                                                                                    *Tamara Mendonça

Tamara Mendonça é formada em design de moda e tem se especializado em moda consciente. Como boa geminiana que é leva sua resiliência e mente aberta por onde passa.

Sem Respostas sobre “Calças, pra que te quero?!”

Você precisa estar Logado para postar uma opinião.