1000387520016881

BH, a cidade das estrelas

Por Dani Souza**

Onde Belo Horizonte e meu coração se encontram, bem na Praça da Liberdade, um teto se abre e nos mostra o céu carregado de estrelas, como um pé de jaboticaba repleto de frutas maduras. Esse é um lugar onde o desenho das constelações pode ser observado com olhos telescópicos, guiados a ver a beleza do que nos acompanha em órbita.

Não há outra forma de anunciar que o outono e suas noites de céu sem nuvens possibilitam olhar para o céu por meio de lentes poderosas e explorar a beleza das estrelas todo sábado, das 19h às 21h, no terraço do Espaço do Conhecimento da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É tanta poesia nas linhas de luz, que o convite parece redundante. Com uma caneta de laser, alguém estará ao seu lado apontando para além da nossa atmosfera, te guiando pela Via Lactea. As 120 senhas são distribuídas a partir de 17h30.

Para aqueles cuja curiosidade é aguçada, a cobertura do museu tem agora novo equipamento, um refrator com 120 milímetros de abertura, com tecnologia capaz de melhorar a qualidade da observação dos corpos celestes.Com os dois telescópios, é possível contemplar dois objetos diferentes na mesma noite, como a lua e um planeta ou o que mais estiver no céu despindo-se diante das lentes em frente aos olhos.

Além disso, de domingo a sexta, exceto às segundas, sessões comentadas permitem observar e entender os fenômenos do universo, entre às 10h e as 17h. 

Esse é o tipo de programa para quem quer esquecer a miopia e enxergar bem, bem longe.

 

Serviço

O que? Observação astronômica.

Quando? Especialmente aos sábados, das 19h às 21h.

Onde? No Espaço do Conhecimento da UFMG, na Praça da Liberdade.

Quanto? Gratuito.

​**Daniela Souza é mineira, jornalista e tem 1/4 de século de experiência em viver e deixar viver. Apaixonada por moda, arquitetura, política, ciência e nerdices. Dona do @ssouza_dani no Twitter e no Instagram.

 

Sem Respostas sobre “BH, a cidade das estrelas”

Você precisa estar Logado para postar uma opinião.