As mulheres que roubaram a cena do Grammy.

 

Aconteceu no ultimo domingo, a edição 2017 do Grammy Award, premio importantíssimo da indústria da musica! Uma noite cheia de glamour, prestígio e emoção! Adele e Beyoncé que disputavam o melhor álbum do ano, dentre outras categorias, deram um show a parte!

A americana Queen B, como grande artista visual e cantora, deixou a todos de queixo caído em sua performance cheinha de elementos e significados! Apresentada por sua mãe, e com aparições da sua filha Blue Ivy ela deixou a todos de queixo caído ao exaltar o feminino, a fertilidade e abusar do sincretismo religioso em sua apresentação e figurino. Ela vem provando e mostrando a todos que pode sim fugir dos padrões esperados pela grande indústria ao encher suas músicas pop de significado, emponderamento e colocar em voga a luta feminina e racial.

Já Adele, fez uma apresentação emocionante em homenagem a George Michel. Pediu desculpas e parou a apresentação após se emocionar e errar o tom, em seguida continuou e brilhou mais uma vez com sua voz doce, forte e cheia de significado ao mesmo tempo. Mas ela não parou por aí. Sua voz também roubou a cena ao receber o prêmio de melhor álbum do ano com o “25”. Ao ganhar do álbum “Lemonade” da Beyoncé, a britânica fez um discurso emocionante: “Não posso aceitar este prêmio. Minha vida é Beyoncé, e seu álbum Lemonade para mim foi monumental e um apoio para a alma. (Nele) Conseguimos ver outro lado de você que nem sempre nos deixava observar. Meu álbum do ano era Lemonade”. E seguiu falando sobre o quão emponderador é o álbum da colega artista.

 

A inesperada reação de Adele tem muito a nos inspirar, vai à contramão das disputas acirradas de ego a quais nós (principalmente mulheres), fomos ensinados desde sempre, mostra sobre reconhecimento do talento e da importância do trabalho do outro. Mostra que sim, ela merecia também esse prêmio, mas reconhece o seu lugar de privilégio em um concurso como este e não anula a importância e simbologia do trabalho da colega artista!

Resultado: O reconhecimento veio para ambas, apesar de um troféu. Duas mulheres representando muito bem a música, que vai além dos palcos e é a tradução de emoções verdadeiras! Cada uma em seu modo e estilo! Viva a diversidade e a musica!

 

**Tamara Mendonça é formada em design de moda e tem se especializado em moda consciente. Como boa geminiana que é leva sua resiliência e mente aberta por onde passa.

 

 

Sem Respostas sobre “As mulheres que roubaram a cena do Grammy.”

Você precisa estar Logado para postar uma opinião.