Ainda há tempo

 

Por Dani Souza**

A gente vive com pressa, com o passo apertado. A velocidade da comunicação tem que ser instantânea e a internet tem que nos colocar no agora do que acontece a cinco horas de fuso em um continente distante. A gente quer ser onipresente, onisciente e, claro, mais rápido que o tempo. Se a Netflix faz sucesso é porque não precisamos esperar pelo download.

A felicidade parece pertencer apenas ao tempo social, marcado por relógios e calendários.  A sensação é que, em uma semana, apenas dois dias – e uma noite – são destinados aos sorrisos, aos encontros e ao sono atrasado.

Caminhamos dia após dia rumo aos números crescentes da idade, e durante as semanas entramos em looping – odeia segunda, sobrevive à terça, desgosta da quarta, entra em espera na quinta e vive tudo de uma vez na sextasábadodomingo, odeia segunda… Assim, a rotina nos distrai do mais importante dos tempos: o agora, o tempo dos tempos, em que não há passado ou futuro, onde a vida acontece em nosso próprio compasso.

As engrenagens de cada ser humano funcionam a um passo único e não menos importante. Mas muitas vezes damos mais importância ao tempo linear que aos anseios dentro de nós, à vontade de parar para respirar o ar fresco de uma manhã qualquer.

Talvez você deva considerar desacelerar um pouco e prestar atenção no agora. Talvez você consiga aproveitar este momento se não estiver preocupado em ser feliz no futuro ou se não se ferir mais com os erros do passado. O agora não precisa de ansiedade, porque você tem tudo o que precisa para este exato segundo.

Respire fundo, sinta seu corpo e coloque-se no exato espaço e tempo que você ocupa e, talvez, só talvez, isso faça mais sentido que esperar por um dia melhor amanhã. Corra menos contra o tempo e registre esse momento, construa memórias que vão lhe acalentar quando os músculos já não lhe permitirem a pressa do looping e do tempo linear.

Ainda dá tempo de ser feliz, agora.

**Dani Souza é mineira, jornalista e tem 1/4 de século de experiência em viver e deixar viver. Apaixonada por moda, arquitetura, política, ciência e nerdices. Dona do @ssouza_dani no Twitter e no Instagram.

Sem Respostas sobre “Ainda há tempo”

Você precisa estar Logado para postar uma opinião.